Qual estoque ideal para uma loja de roupas femininas?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Quando se fala no comércio de moda feminina, um fato é inegável: as clientes sempre desejam novidades! Por isso, ficar com as peças encalhadas quando acaba a estação pode causar um grande prejuízo. No entanto, também é fundamental evitar a ruptura do estoque, que acontece quando os consumidores querem um produto, mas a
empresa não tem o item para vender.

Essas duas situações mostram que é fundamental cuidar da gestão do estoque de uma loja de roupas. A atenção a esse setor proporciona muitas oportunidades de negócios e garante uma boa margem de lucro, já que produtos em excesso acabam sendo liquidados a preços muito baixos. A boa notícia é que hoje em dia esse trabalho se tornou mais simples. A tecnologia automatiza uma série de funções, evitando divergência em diferentes sistemas de controle.

Apesar de representar um investimento considerável, os sistemas que facilitam a gestão são muito importantes para o sucesso do negócio. Porém, mesmo quem dispõe da tecnologia precisa estabelecer processos eficazes. Por
isso, hoje trouxemos 4 ações indispensáveis para uma boa gestão do estoque. Quer saber quais são elas? Confira!

1. Cadastre todos os produtos.

É fundamental ter um registro detalhado de todas as peças que entram no seu estoque. Tenha um controle com a data de entrada, valor de compra e venda e estabeleça um código para cada mercadoria, pois isso facilitará a localização e identificação. Também é interessante criar uma descrição do produto e seu status (disponível na loja
ou no estoque, aguardando entrega, esgotado etc). Dessa forma, você conseguirá visualizar os itens que tem para vender, os que estão girando com maior frequência e os que estão parados por mais tempo, prejudicando a liquidez do negócio.

2. Atualize o status dos produtos em estoque

Porém, de nada adianta registrar os produtos que chegam se o controle do estoque não reflete o momento atual. Para isso, é necessário acompanhar a movimentação diária e atualizar o status dos produtos. Essa atualização ajudará a identificar quais são os produtos com maior demanda e providenciar a reposição junto ao fornecedor. Assim, você evitará a ruptura de estoque e terá condições para fazer uma previsão de vendas mais precisa em futuras
encomendas.

3. Verifique o estoque regularmente

O inventário do estoque pode ser trabalhoso, mas é essencial. Faça um levantamento periódico para verificar quantos itens de cada produto estão disponíveis para venda. Quanto maior for o fluxo de entrada e saída de mercadorias, mais frequente deve ser essa ação.
4. Mantenha os produtos organizados

Um estoque organizado permite que os funcionários sejam mais produtivos e evita que mercadorias fiquem encalhadas. Todos os itens de um mesmo tipo devem ficar juntos para que o gestor consiga ver claramente quando as mercadorias estão acabando e planejar eventuais liquidações no tempo apropriado, se isso for necessário.
Finalmente, o ideal é tomar alguns minutos do dia para organizar o estoque. Ao transformar esse controle em uma rotina, o gestor não só evita desvios, ruptura ou perda de mercadorias, como também conhece melhor a demanda imposta por sua clientela.
Com esse conhecimento, é possível programar as compras com maior precisão, fazendo com que a loja tenha uma variedade de produtos interessante para estimular o consumo e aumentar o ticket médio, mas sem comprometer a liquidez do negócio.


Deixe seu Comentário.



Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×